Porque de repente todos perderam a fé no amor?

Nesta semana todos tiveram um baque ao ver a notícia que William e Fátima haviam se separado…
Até entendo o “baque” que isso causou, afinal eles são/eram o casal mais queridinho da TV, mas ainda não entendi exatamente porque depois disso sites e mais sites, bloggers e youtubers afirmaram que a fé no amor havia acabado.
Enquanto muitos dizem que o casamento deles “não deu certo” eu digo que deu certo sim! Por 26 anos deu certo… Talvez um pouco menos, 25 anos quem sabe, afinal o casamento não acaba assim, de uma hora pra outra, sempre existe um período em que as coisas não vão bem, a tentativa de fazer voltar a dar certo e essas coisinhas que só quem já passou por isso sabe.
A questão é, não é porque acabou que nunca tenha dado certo, que todos os anos gastos ao lado de uma pessoa tenha sido em vão.
Como a maioria de nós vem de “famílias tradicionais” onde nossos avós são casados há 50 anos e nossos pais há 30 talvez tenhamos essa impressão que tudo tenha que ser pra sempre, e na verdade não é bem assim. Óbvio que ninguém casa pensando em separar, mas diferentemente de nossos pais, somos menos “apagados” a essa questão de felizes para sempre. Ou pelo menos eu acho, e pelo menos é o que tenho percebido dentre muitos casais ultimamente. Muita gente tem se separado, seja um casal famoso, seja um casal novo, ou até aquele casal de tios cinquentão que você tem, resolveu separar.
Antigamente o casamento era um só, era vergonha principalmente para as mulheres ser “desquitada” por isso muitos casais mais antigos ficam juntos até o final da vida, mas de que adianta ficar fardado a um relacionamento fracassado?
Estamos constantemente em busca da felicidade e no meu ponto de vista se é para estar com uma pessoa é para ser bom, e se já não está mais tão bom assim, não tem porque continuar junto.
Há quem diga que pessoas que se casam 3/4x não gostam de casamento, já eu penso ao contrário, penso que essas pessoas gostam tanto de casamento que estão a procura do melhor casamento possível. O importante é saber diferenciar quando não está bom, quando já se esgotaram todas as fontes de tentar fazer dar certo para aí sim partir pra outra e não apenas sair pulando de um pra outro como se fosse apenas mais uma conquista do final de semana.
Quantos relacionamentos você já não passou e mesmo assim continua tentando encontrar aquela pessoa que te dê um friozinho na barriga? À humanidade vem perdendo a fé em muitas coisas mas acredito que o amor vai ser algo que nunca perderemos a fé.
Há quem tenha aberto mão e está bem em passar o resto da vida em sua própria companhia, mas a grande maioria vai continuar a busca do amor ideal, e não há nada que nos faça perder a fé nisso. Talvez momentaneamente, magoados pelo término fechemos nosso coração para balanço, mas quando menos se espera ele já se vê batendo por outro alguém. Então não deixe que o término de um casal que você “acha” que conhece faça você perder a fé em você e desistir de seus ideais, de achar alguém pra dividir os paninhos de bunda, e o mais importante: Que seja eterno enquanto dure, afinal, nem a própria vida é eterna.

Share

Comments HDM

Comentários

Gaby Vieira

Fotografia é minha profissão e minha paixão, para qualquer lugar que eu vá minha câmera sempre vai comigo. Amante do bom e velho rock 'n' roll e uma cerveja gelada na praça da esquina com as amigos e papos aleatórios, também sou viciada em filmes e seriados. E já fui a tia da merenda por quase 2 anos em uma escola. Experiência na qual nunca mais quero passar...

  • Senhor Entusiasta

    Belo texto, mesmo eu achado que o amor é mais que relacionamento entre casais, eles eram o “casal que deu certo”.