Participante do BBB17, Marcos é indiciado por agressão

A Rede Globo realmente está se notabilizando por agressões contra a mulher, depois de José Mayer abusar da figurinsta Su Tonani, o cirurgião plástico Marcos Harter, expulso nesta segunda-feira (10) do “BBB 17”, foi intimado a depor da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá nesta quarta-feira (12).De acordo com o Extra, a diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio, delegada Marcia Noeli Barreto informou que Marcos será ouvido na própria delegacia. Emilly deve ser ouvida na próxima segunda (17).

As imagens que mostram as brigas do casal já foram requisitadas e serão analisadas.

“É muito importante o depoimento dela. E também o resultado do laudo médico”, conta a delegada.

Marcia Noeli ainda destaca a importância do caso em repercussão nacional, para que as pessoas entendam a questão da violência doméstica.

“É nítido que ela (Emily) estava acuada, culpada. É importante investigar esse caso, mas também é importante que a sociedade entenda a questão da violência doméstica. A tortura psicológica que ele pratica é, sim, violência doméstica e se enquadra na Lei Maria da Penha”.

Se condenado, o cirurgião plástico pode pegar de um a três anos de prisão.

“É uma pena de prisão. Não tem essa de condenação alternativa, como era no passado”,reforça Marcia Noeli, que acrescenta: “Pela Lei Maria da Penha, o Juizado Especial de Atendimento à Mulher deve ter uma equipe para atender os homens também com tratamento psicológico, por exemplo. É importante que eles se tratem. Mas isso não o afasta da penalidade”.

Ao receber a notícia da expulsão do namorado ao vivo nesta segunda-feira, Emilly caiu aos prantos e disse não entender o motivo da eliminação de Marcos. Ela ainda tentou justificar afirmando que ele não teve intenção de machucá-la.

“É próprio da mulher vítima de violência. Ela não consegue perceber o quanto está dentro dessa situação. Por isso que denunciar é importante para interromper esse ciclo. Ela não tem culpa de nada”, destaca a delegada, e completa: “É importante saber que o público tenha percebido a questão de violência doméstica e como ele se dá nos ambientes”.

O apresentador do programa, Tiago Leifert, fez o anúncio da expulsão de Marcos Harter logo no início do programa que foi ao ar na noite desta segunda (10). “O caso foi concluído agora há pouco e eu gostaria de comunicar vocês o que a gente decidiu. O BBB, como vocês sabem, é um programa de entretenimento. A gente faz isso aqui para divertir vocês, só que muitas vezes ele reflete a vida como ela é. Como na vida, as decisões fortes, firmes precisam ser tomadas quando os fatos justificam. Hoje de tarde, a gente recebeu a delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, que nos solicitou as imagens das discussões entre o Marcos e a Emilly. A delegada instaurou o inquérito para apurar uma possível agressão física. Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emilly, inclusive com exame médico”, disse o apresentador.

Leifert continuou, ainda mais incisivo. “Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente. A gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos, conversamos muito para tomar a decisão correta, a decisão justa. Na conversa de hoje, ficaram comprovados indícios de agressão física. No BBB, agressão gera expulsão, e decisão foi tomada. O Marcos está eliminado do BBB 17. Com isso, a nossa vida aqui tem que continuar. A gente vai declarar Ieda, Emilly e Vivian finalistas do programa daqui a pouco”, revelou, ao vivo.

Na manhã desta terça-feira (11), pelo Instagram, Marcos pediu desculpas e disse que não teve a intenção de machucar sua namorada.

Share

Comments HDM

Comentários