Dolores O’Riordan morre aos 46 anos

A vocalista da banda irlandesa The Cranberries, Dolores O'Riordan, morreu nesta segunda-feira (15), aos 46 anos. A informação foi confirmada por um representante da cantora ao jornal Irish Times. Segundo ele, os  integrantes da banda "estão devastados por ouvir as notícias" e pediram privacidade "nesta hora muito difícil". Não há informações sobre a causa da morte.

Dolores O'Riordan ficou famosa por hits como Zombie, Linger, Dreams, Ode To My Family (minha preferida) e Salvation. Ela entrou no  Cranberries em 1990.  O grupo, que também era formado pelo guitarrista Noel Hogan, o baixista Mike Hogan e o baterista Fegal Lawler, foi formado na cidade de Limerick, na Irlanda. Seu álbum de estreia foi o mais tocado no Reino Unido no início da década de 90.

Zombie – 1994
Álbum: No Need to Argue

Linger – 1993
Álbum: Everybody Else Is Doing It, So Why Can't We?

Dreams – 1993
Álbum: Everybody Else Is Doing It, So Why Can't We?

Ode to My Family – 1994
Álbum: No Need to Argue

Salvation – 1996
Álbum: To the Faithful Departed

O grupo vendeu mais de 40 milhões de cópias de seus seis álbuns. A estreia foi em 1993, com Everybody Else is Doing It, So Why Can't We?". A cantora também gravou dois discos solo: Are You Listening? e No Baggage.

O trabalho mais recente de inéditas, Roses, é de 2012, o único de inéditas após a reunião, em 2010. Antes, os integrantes haviam ficado afastados por seis anos. 

Dolores e a fama

Nascida na cidade de Limerick, no sudoeste da Irlanda, Dolores era uma mulher de personalidade forte. Conheceu o sucesso muito cedo, algo que por muito tempo não lidou tão bem. "Quando tinha 18 ou 19 anos, eu estava na capa da revista 'Rolling Stone' e era demais para mim. Eu era uma garotinha que veio do meio do nada na Irlanda e, de repente, me tornei aquela imensa estrela do rock. Naquela época não havia muitas mulheres naquela posição. Nada prepara você para isso", disse ela em uma entrevista ao "NYT".

 A própria Dolores já havia reconhecido o cansaço da própria fama. "Eu estava sofrendo com aquela situação, parecia um peixe em um aquário, por anos. Eu fiquei paranoica e odiava ser famosa. Surtei quando tinha 23 anos, tive um colapso nervoso, e desapareci na floresta". Começar uma família na zona rural da Irlanda ajudou Dolores a se recuperar –na época, ela era casada com o ex-diretor de turnê do Duran Duran, Don Burton. O casal, que teve três filhos, se divorciou em 2013, depois de 20 anos juntos.

 Um ano depois, ela voltou aos noticiários depois de protagonizar uma briga em um voo entre Nova York e Irlanda. Segundo relatos, Dolores ficou agitada pouco antes de o avião pousar, recusou-se a voltar a seu assento e agrediu uma comissária. Durante o julgamento, foi diagnosticada com transtorno bipolar e não recebeu uma condenação criminal, apenas uma multa.

 Depois do resultado, Dolores parecia animada com novos projetos, mas cancelou uma série de shows por causa de problemas de saúde. Os médicos da cantora aconselharam que ela não se apresentasse por causa de problemas na coluna.

Uma das últimas apresentações da banda foi em maio do ano passado, em Londres.

2018 começou levando uma jovem que ainda exalava talento 🙁

 

 

Share

Comments HDM

Comentários

Andre Sousa

André Sousa, Cearense, 31 anos, pseudo intelectual de rede social, inteligentemente gaiato e consumidor moderado de drogas lícitas.