A última aventura de Luke, Leia e Han

Quarenta anos após os acontecimentos do filme Star Wars – Episódio VI. A trama se inicia quando Lando Calrissian pede ajuda para enfrentar um grupo de piratas em uma de suas minas. Dois grandes vilões, movidos por vingança e ambição e talvez ainda mais perigosos que o próprio Império, farão o ex-contrabandista e a esposa, agora cavaleira Jedi, se unirem novamente a Luke nessa aventura que explora dinâmicas da Força de uma forma nunca antes feita.

A trama começa em uma mesa de bar bebendo da atmosfera dos três longas clássicos da primeira trilogia. Temos humor na dose certa, boa parte por conta de Han Solo e Lando e claro a ação que virou marca da obra criada por George Lucas nos final dos anos setenta. Apesar de estarem mais velhos o trio clássico (Luke, Leia e Han) é muito bem retratado e é fácil perceber como o tempo mudou os personagens, deixando eles mais maduros sem perder a essência do que são realmente.

Lando Calrissian é o proprietário de uma grande refinaria de asteroides no planeta Sarnus. Mas quando ataques de bandos de piratas começam a impactar os negócios na Fenda, para solucionar esse grande problema Lando pede a ajuda da Ordem Jedi que envia Han e Leia Solo que mais tarde se unem a Luke Skywalker. A situação fica ainda mais complicada quando o trio descobre uma rede de conspirações envolvendo a Fenda e dois novos inimigos.

Mesmo sendo uma obra que encerra um ciclo, Provação traz uma história que acrescenta novos elementos na mitologia da franquia, mesmo sendo simples em alguns momentos, e ainda abre espaço para abordar conspirações políticas e econômicas que também são elementos cativos de Star Wars, sobretudo das obras derivadas. Apesar da idade, Han, Leia e Luke ainda conseguem dar conta do recado. A sabedoria do Grão-Mestre, a agilidade e malicia de Han e a coragem e inteligência de Leia são elementos cruciais da trama e mostram que mesmo após quatro décadas, os clássicos heróis ainda podem encarar uma missão à moda antiga.

Denning apresenta dois novos vilões com múltiplas camadas e histórias de fundo interessantes, os Qreph, que apesar de não terem uma aparência assustadora como os seus capangas, seus métodos e planos sombrios os transformam em seres desprezíveis e aterradores em alguns momentos. A obra marca o retorno de duas personagens recorrentes do UE (Universo Expandido), Vestara Khai (que no livro usa o nome de Savara Raine) e Mirta Gev, cada uma delas com ambições pessoais mas que estão do lado dos Qreph por algum motivo.

Provação é um livro descritivo e Denning não poupa linhas para retratar os cenários e as ações dos seus personagens, sua experiência em Star Wars com doze livros publicados dá certa liberdade em balancear a ação e as partes onde o dialogo é mais presente. Os que não estão acostumados com esse ritmo podem sentir dificuldades em certos momentos, visto que o ator vez ou outra se prende em um detalhe especifico que é explicado de diversas formas diferentes, mas no final é a mesma coisa. Alguns capítulos podem soar cansativos e desnecessários, mas a ação e as reviravoltas que acontecem constantemente nas mais de 400 páginas da obra prendem a atenção do leitor levando-o para o clímax entregando uma história coerente e genuína de Star Wars.

Share

Comments HDM

Comentários

Andre Sousa

André Sousa, Cearense, 31 anos, pseudo intelectual de rede social, inteligentemente gaiato e consumidor moderado de drogas lícitas.